CCJ da Câmara aprova orçamento impositivo e começa a discutir reforma da Previdência

02:12 Política, Notícias 16/04/2019 - 10h51 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Foi uma reunião marcada por bate-boca, divergências e muitas interrupções. O item um da pauta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara era a Proposta de Emenda da Constituição (PEC) da Reforma da Previdência. O item dois, a PEC do Orçamento Impositivo, que obriga a execução orçamentária das emendas de bancada.

 

Mas, as discussões ficaram mesmo em um detalhe regimental: a inversão da pauta.

 

Os partidos do chamado 'Centrão' e os de oposição se uniram para aprovar um requerimento pedindo, primeiro, a votação do orçamento impositivo e, depois, a reforma da Previdência.

 

Diante da defesa do próprio PSL para que a reforma da Previdência ficasse como segundo item, nem mesmo o presidente da CCJ, Filipe Francischini, que é do partido, entendeu o que queria sua legenda.

 

O que o PSL queria era votar logo o orçamento impositivo e analisar o relatório da reforma da Previdência, com calma e sem atropelos. Essa foi uma das explicações do Major Vitor Hugo, líder do governo na Câmara e membro do PSL por Goiás.

 

O fato é que, aprovado o orçamento impositivo, a discussão da reforma da Previdência começa agora pela manhã. A votação do relatório da proposta, na CCJ, ficou só para a semana que vem, já que vem feriado de Páscoa e já passa de 100 o número de deputados inscritos para o debate, antes da votação.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique