Edison Lobão e filho tornam-se réus na operação Lava Jato

02:09 Política, Notícias 24/07/2019 - 13h25 São Paulo Embed

Nelson Lin

O ex-senador Edison Lobão, seu filho Márcio Lobão e a esposa de Márcio, Marta Lobão, tornaram-se réus no âmbito da operação Lava Jato.

 

De acordo com a denúncia, apresentada pela força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, eles são acusados de receberem propina no valor de R$ 2,8 milhões, entre 2011 e 2014, pela construção da Usina Belo Monte, no Pará.

 

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), na época, Edison Lobão ocupava o cargo de ministro de Minas e Energia e solicitou propina pela construção de Belo Monte a executivos da Odebrecht.

 

Ainda segundo a denúncia, a propina teria sido paga pelo setor de operações estruturadas da Odebrecht.

 

O ex-senador era identificado como “Esquálido” nas planilhas de contabilidade paralela da empresa e os pagamentos foram feitos pelo doleiro Alvaro Novis, no mercado paralelo de dólar.

 

A juíza substituta, Gabriela Hardt, que aceitou a denúncia, também determinou o sequestro de bens do senador, no valor de R$ 7,8 milhões.

 

Ainda de acordo com o Ministério Público Federal (MPF), estariam envolvidos no esquema de propinas, além de políticos do MDB, políticos do PT e o ex-ministro Antonio Delfim Netto.

 

Na época, a defesa de Delfim Netto afirmou que os pagamentos em espécie tinham sido honorários por consulta prestada à Odebrecht.

 

A defesa de Edison Lobão emitiu uma nota alegando que a denúncia do Ministério Público Federal se baseia unicamente nas palavras dos delatores e que essa prática está sendo desmoralizada pelos fatos dos últimos meses.

 

Ainda segundo a nota, a defesa diz acreditar na imparcialidade do juiz titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, Luiz Antonio Bonat.

 

Já a Odebrecht emitiu nota afirmando que tem colaborado de forma permanente e eficaz com as autoridades, em busca do pleno esclarecimento de fatos narrados por ex-executivos da empresa e que hoje usa as mais recomendadas normas em conformidade com seus processos internos e segue comprometida com uma atuação ética, íntegra e transparente.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique