STF retoma hoje julgamento de habeas corpus que pode afetar sentenças da Lava Jato

02:07 Política, Notícias 26/09/2019 - 08h32 Brasilia Embed

Victor Ribeiro

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta quinta-feira o julgamento de um habeas corpus que pode afetar sentenças judiciais - entre elas algumas tomadas a partir das investigações da operação Lava Jato. O ex-gerente de Empreendimentos da Petrobras, Márcio de Almeida Ferreira, pede para apresentar suas alegações finais somente após os delatores envolvidos no processo fazerem o mesmo.

 

O relator das ações penais da Lava Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, disse que, para a Justiça, o delator também é réu nos processos e, por isso, deve se manifestar junto com as defesas. E lembrou que a alteração da ordem de apresentação das alegações finais poderia ter sido feita pelo Congresso Nacional, na reforma processual de 2008 - o que não ocorreu.

 

O advogado de Márcio Ferreira, Marcos Vidigal, considera que o papel dos delatores é fornecer material para a acusação. Por isso, o alvo da ação penal deveria se pronunciar depois do delator, para exercer plenamente o direito à ampla defesa.

 

Se o Supremo conceder o habeas corpus, pode obrigar que diversas sentenças sejam anuladas e julgamentos refeitos.

 

No fim do mês passado, a Segunda Turma do Supremo decidiu, por 3 votos a 1, reabrir o prazo para as alegações finais do ex-presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, pelo mesmo motivo.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique