Polícia Civil apreende provas de esquema de rachadinha na Câmara

03:12 Política, Notícias 02/12/2019 - 16h34 Brasília Embed

Dayana Vítor

Sete pessoas que participavam de suposto esquema de rachadinha nos gabinetes da ex-deputada Telma Rufino, do PROS, e do deputado Hermeto, do MDB, foram indiciadas pela Polícia Civil. Quatro são funcionários da Câmara Legislativa.

 

Eles vão responder por crimes contra a administração pública e organização criminosa. Não há provas do envolvimento dos parlamentares.

 

A rachadinha é quando uma pessoa é obrigada a repassar parte do salário em troca da função, e pode ou não envolver a contratação de funcionários fantasmas. No caso investigado, os funcionários recebiam, no papel, cerca de R$7 mil, mas na prática o valor era bem menor.

 

Nesta segunda-feira, agentes foram às ruas na segunda fase da Operação Escalada e coletaram documentos no Gama e em Brasília para incluir no inquérito.

 

As investigações revelaram que o ex-chefe de gabinete de Telma Rufino, Deivid Lopes Ferreira, seria o chefe do esquema criminoso. Ele teria indicado cinco servidores para os gabinetes de Telma e Hermeto, sendo que todos os nomeados repassavam a maior parte dos salários para Deivid.

 

O delegado da Divisão de Repressão ao Crime Organizado, Adriano Valente, detalha como Deivid atuava. O delegado-chefe da Coordenação Especial de Combate à Corrupção, Leonardo de Castro, ressalta que esquemas parecidos em outros gabinetes estão sendo investigados.

 

Em nota, a assessoria da ex-deputada Telma Rufino afirmou que não vai se manifestar sobre a operação, porque Deivid, apesar de ter trabalhado para ela, foi indicado pelo titular do mandato, deputado Fernando Fernandes. Já o parlamentar, negou que tenha indicado o suspeito, e disse que o exonerou assim que voltou à Câmara no dia 13 de novembro.

 

Em nota, o deputado Hermeto afirmou que não existem rachadinhas em seu gabinete. Também que confia na justiça para esclarecer os fatos. Entramos em contato com a defesa de Deivid Lopes Ferreira, mas não recebemos nenhum posicionamento.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique