Por questões de segurança, Bolsonaro reavalia ida à Suíça para o Fórum de Davos

02:13 Política, Notícias 07/01/2020 - 08h43 Brasília Embed

Kariane Costa

A viagem do presidente Jair Bolsonaro para participar do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, ainda não está confirmada.

 

Por cautela, o  Planalto acompanha os desdobramentos da morte do general Qassem Soleimani, após o ataque  dos Estados Unidos durante operação aérea no Iraque na semana passada.

 

Nessa segunda-feira (6), após a reunião no Ministério das Minas e Energia, Bolsonaro disse que, por questão de segurança, está reavaliando a ida a Suíça.

 

De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, caso se confirme a participação de Bolsonaro em Davos, a saída de Brasília deve ocorrer no dia 20  de janeiro.

 

No planejamento inicial, Bolsonaro  faria uma viagem sanduíche, de Davos para a Índia. Mesmo que cancele a participação na Suiça, segundo o Palácio do Planalto,  a ida a India está confirmada. O presidente vai participar das comemorações do Dia da República indiana, celebrado em 26 de janeiro.

 

Outra viagem internacional do presidente prevista é para os Estados Unidos, em março. Bolsonaro deve ir a Miami, na Flórida, e, depois, para Dallas, no Texas.

 

A agenda ainda não está fechada, mas o porta-voz adiantou que Bolsonaro deve se reunir com empresários durante a permanência nas duas cidades norte-americanas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique