Dia da Malária nas Américas: Amazonas tem queda de 18% nos casos da doença de janeiro a outubro

02:14 Saúde, Notícias 06/11/2019 - 19h52 Brasília Embed

Letícia Valadares*

No Amazonas, o número de casos de malária caiu 18,5% este ano na comparação com 2018.


Foram cerca de 52,5 mil casos notificados de janeiro a outubro deste ano, contra cerca de 64,5 mil casos no mesmo período do ano passado.


Segundo o diretor técnico da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, Cristiano Fernandes, a principal forma de prevenção da doença é evitar a proliferação do mosquito Anopheles, vetor da malária. Ele explica as ações oferecidas no estado.


“Nós temos mais de 1,1 mil laboratórios de diagnóstico e tratamento da malária, que estão espalhados em todo o território. Além disso temos mosquiteiros impregnados com inseticidas de longa duração, que são recomendados para medidas de proteção individuais e coletivas aqui no estado. Além disso, nós atuamos no controle vetorial por meio da aplicação de inseticida residual dentro das casas”.


Cristiano Fernandes destaca que o município de São Gabriel da Cachoeira foi finalista de prêmio da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, pelo desempenho no combate à malária este ano.


“É resultado de um trabalho que tem sido feito na região que é a Calha do Alto Rio Negro, que compreende três municípios. São Gabriel da Cachoeira, pelo desempenho que apresentou nos últimos dois anos, com uma redução importante, foi convidado para participar. É uma premiação e um reconhecimento ao esforço que os municípios tem desempenhado no enfrentamento da doença”.


Apesar da redução nos casos da doença, o Amazonas continua o reforço nas medidas de prevenção.


A região amazônica concentra cerca de 95% dos casos de malária no Brasil, devido às características propícias para a proliferação do mosquito.


Como uma forma de despertar a atenção para a doença, o dia 6 de novembro foi estabelecido pela Organização Pan-Americana da Saúde como o Dia da Malária nas Américas.

 

*Estagiária sob supervisão de Ariane Póvoa

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique