Dezembro Laranja: contra câncer de pele, dermatologistas promovem mutirão de exames neste sábado

02:59 Saúde, Notícias 07/12/2019 - 05h20 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

Você tem alguma marca na pele que coça, arde ou descama? Ou ainda feridas que não cicatrizam em até 4 semanas? Então você pode aproveitar este sábado (7) e fazer um exame gratuito para descobrir se o problema se trata de um câncer.

 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia promove um mutirão de exames com 4 mil profissionais em 130 postos de atendimento espalhados por 23 unidades da federação. Apenas os estados do Acre, Amapá, Amazonas e Tocantins ficaram de fora da mobilização.

 

Para conhecer os locais das consultas, basta acessar a página entidade no endereço: www.sbd.org.br. As consultas serão das 9h às 15h.

 

A previsão é atender 30 mil pessoas neste ano, na 21ª edição do mutirão. Em 2018, a ação resultou em mais de 26 mil atendimentos, sendo identificados mais de 3,8 mil casos de câncer, o que representa 14% do total de atendimentos.

 

O advogado José Alves Coelho conta que descobriu o câncer ao surgir na pele uma espécie de verruga que coçava.

 

Existem dois tipos de câncer de pele, o não melanoma, menos grave, mas que alcança o maior número de pessoas. Apesar da baixa letalidade, matou 1.958 pessoas em 2015. O outro tipo de câncer de pele é o melanoma, que tem uma letalidade alta, mas atinge menos pessoas, são cerca de 6 mil casos por ano.

 

O dermatologista Luiz Fleury alerta que é preciso conhecer o tipo mais grave da doença.

 

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer José de Alencar (Inca), são diagnosticados, todo os anos, cerca de 180 mil casos novos da doença. De cada quatro casos de câncer no Brasil, um é de pele. A incidência é maior entre pessoas acima de 40 anos, mas também se manifesta nos jovens. O principal fator de risco é a exposição ao sol.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique