Método Wolbachia é usado em ação de combate ao Aedes aegypti no Rio de Janeiro

01:02 Saúde, Notícias 02/12/2019 - 09h49 Brasília Embed

Apresentação de América Melo

Será realizada nesta segunda-feira (2), no Rio de Janeiro, a ação de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya, com o método Wolbachia.


Os mosquitos infectados com a bactéria Wolbachia serão soltos na Clínica Comunitária da Família, em Niterói.


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta estará presente. 


Ele também vai visitar o laboratório World Mosquito Program, da Fiocruz, onde são realizadas todas as etapas de criação dos insetos infectados pela bactéria - desde a produção de ovos até a preparação para liberação nos locais em que o projeto acontece.


A Wolbachia é um microrganismo presente em cerca de 60% dos insetos na natureza, mas ausente no Aedes aegypti.


Uma vez inserida artificialmente em ovos de Aedes aegypti, a capacidade do mosquito de transmitir o vírus da zika, chikungunya e febre amarela fica reduzida.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique