Brasil não possui casos suspeitos de coronavírus, diz Ministério da Saúde

02:50 Saúde, Notícias 23/01/2020 - 17h25 Brasília Embed

Renata Martins

O Ministério da saúde afirmou que o Brasil não possui casos suspeitos de coronavírus. Distrito Federal, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul incluíram na Rede Nacional de Vigilância em Saúde possíveis casos suspeitos para a doença respiratória causada pelo coronavírus.


Os casos foram descartados pelo Ministério da Saúde com base nos critérios da OMS, Organização Mundial da Saúde. Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, em Brasília, o secretário substituto de Vigilância em Saúde, Júlio Croda, explicou.


“Não temos nenhum suspeito de coronavírus no Brasil. A partir de dois critérios: clínico, que a pessoa precisa ter febre, mais algum sintoma respiratório; mais o critério epidemiológico: ter viajado para cidade de Whuan, ter tido contato com suspeito de coronavírus ou ter tido contato com paciente confirmado. São as três situações que o indivíduo se enquadra como suspeito”.


Na quarta-feira, a Secretaria de Saúde de Minas Gerais divulgou nota afirmando que uma brasileira, que desembarcou em Belo Horizonte, no sábado, vindo da cidade chinesa de Xangai, apresentou sintomas respiratórios, compatíveis com doença respiratória viral aguda.


Para o Ministério da Saúde, não se trata do coronavírus, tendo em vista que a paciente esteve em Xangai, onde, até o momento, nenhum caso ocorreu por transmissão ativa, ou seja, de pessoa para pessoa. Todos os casos de infectados foram em Wuhan.


De acordo com secretário substituto de Vigilância em Saúde, Júlio Croda, as ocorrências já descartadas no Brasil podem ser reanalisadas na hipótese de a OMS reformular os critérios.


“Nada impede que no futuro essa definição seja atualizada pela OMS, e nós iremos atualizar a definição de caso pelo Ministério da Saúde”.


A doença já tem mais de 600 casos confirmados e 18 mortes na China. Também foi registrada em outros países da Ásia e nos Estados Unidos.


Aqui no Brasil, o Ministério da Saúde instalou o Centro de Operações de Emergência, que faz o monitoramento da situação junto à OMS.


Portos, aeroportos e fronteiras receberam a recomendação de esclarecer que pessoas que tiverem passado por Wuhan devem ficar atentas para sintomas como febre, tosse e dificuldade para respirar.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique