Com surto, Manaus faz campanha de prevenção à Síndrome Respiratória Aguda Grave

02:55 Saúde, Notícias 24/01/2020 - 18h00 Brasília Embed

Renata Martins

Com surto, Manaus faz campanha de alerta e prevenção à Síndrome Respiratória Aguda Grave.


Em menos de três meses, Manaus registrou 95 casos e 12 mortes de Síndrome Respiratória Aguda Grave – considerada um tipo de gripe mais séria. Os dados são de 27 de outubro de 2019 até o dia 16 deste mês.


O alerta fica maior por causa das chuvas, período propício também para algumas doenças características da época.


A preocupação é que a falta de cuidado pode transformar uma Síndrome Gripal comum em casos mais graves, podendo evoluir para complicações como pneumonia. A diretora do departamento de vigilância epidemiológica de Manaus, Marinelia Ferreira, destaca que é preciso ficar atento aos sintomas da doença.


“É quando a pessoa tem uma febre de início súbito, ela pode ter tosse, coriza, mal-estar no corpo. Algumas pessoas com síndrome gripal podem ter um quadro mais intenso de sintomas. Além dos que eu já falei, ela tem uma dificuldade respiratória. É um dos primeiros sinais de gravidade. E uma pessoa com esses sintomas deve imediatamente procurar um serviço de saúde, e provavelmente esses casos são de internação, que muitas vezes precisa ir para a UTI”.


A Síndrome Gripal causada pelo vírus da Influenza B é a que mais preocupa a Secretaria de Saúde da capital manauara.


A prefeitura de Manaus, iniciou campanha para dar mais visibilidade aos sintomas e à prevenção. Cuidados básicos podem reduzir o risco geral de infecções respiratórias agudas. A diretora do departamento de vigilância epidemiológica cita os principais.


“Lavagem frequente das mãos. Ter cuidado para não pegar olhos, nariz e boca. Se tossir, tossir no antebraço ou dentro da roupa, ou em um lenço descartável. Importante: se estou doente, me afasto do ambiente de trabalho ou escolar, e tenho contato com o mínimo de pessoas. E também que as crianças pequenas não sejam expostas a aglomerados, porque são mais suscetíveis”.


O agravamento da doença e o risco de transmissão é reduzido quando os casos são identificados de forma precoce.


Por isso, os profissionais da rede municipal de saúde estão sendo orientados para fortalecer as ações de notificação, monitoramento, diagnóstico e tratamento dos pacientes, que inclui medicação.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique