MG relata caso suspeito de coronavírus; governo federal não vê relação, mas monitora

01:33 Saúde, Notícias 22/01/2020 - 19h14 Brasília Embed

Jéssica Gonçalves

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais informou, neta quarta-feira (22), que investiga um caso suspeito do novo coronavírus. A paciente esteve em Xangai, na China, e desembarcou em Belo Horizonte no dia 18 de janeiro. A brasileira, de 35 anos, procurou, nesta terça-feira (21), a Unidade de Pronto Atendimento Centro Sul da capital mineira com sintomas respiratórios.


Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o quadro não é grave, mas a mulher foi levada ao Hospital Eduardo Menezes, onde ficará em observação. A unidade é referência para o atendimento de doenças infectocontagiosas.


A paciente relatou à equipe médica que não esteve em contato com pessoas com sintomas do vírus na China, nem esteve na região de Wuham, cidade onde o surto começou no mês passado.


Já foram feitos os exames que podem confirmar ou descartar o diagnóstico do coronavírus. Ainda de acordo com o governo mineiro, foram tomadas todas as medidas para evitar uma possível transmissão do vírus.


Por nota, o Ministério da Saúde informou que a paciente de Minas Gerais não se enquadra na definição de caso suspeito da Organização Mundial da Saúde, já que ela esteve em Xangai, onde não há, até o momento, transmissão ativa do vírus.


O Ministério da Saúde relatou também que monitora a situação e, se houver definição de situação de emergência pela Organização Mundial da Saúde, o governo brasileiro vai tomar as medidas cabíveis para evitar que casos de coronavírus cheguem ao país.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique