Campo Grande começa a implantar método Wolbachia de combate ao aedes aegypti

01:27 Saúde, Notícias 17/02/2020 - 09h32 Brasília Embed

Apresentação de José Carlos Andrade

O Método Wolbachia, para combater o mosquito Aedes aegypti começa a ser implantado  em Campo Grande , no Mato Grosso do Sul.

 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assina, em Campo  Grande, o termo de cooperação com o governo do Mato Grosso do Sul para implantação do método  no estado.

 

O coordenador do programa Gabriel Sylvestre, explicou que a  implantação do projeto às condições do município, que deve durar o período de dois anos e meio.

 

O método Wolbachia é inovador, autossustentável e complementar às demais ações de prevenção ao mosquito. Consiste na liberação do Aedes com o microrganismo Wolbachia na natureza, reduzindo sua capacidade de transmissão de doenças.

 

A intenção é implementar  em Campo Grande, mas também estender para outros municípios.

 

Campo Grande foi uma das três cidades do País a serem escolhidas para a etapa final do método Wolbachia para o combate ao mosquito Aedes aegypti, antes da sua incorporação ao Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Os mosquitos com Wolbachia carregam esse microrganismo, natural em 60% dos insetos, que dentro das células do Aedes aegypti reduz a capacidades deles na transmissão de dengue, zika e chikungunya.

 

As outras cidades onde esse trabalho está sendo realizado são Belo Horizonte, em Minas Gerais, e Petrolina, em Pernambuco. Os investimentos do ministério da Saúde chegam a  R$ 22 milhões de reais.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique