Brasileiros sequenciam código genético do coronavírus; descoberta facilita vacina

03:40 Saúde, Notícias 28/02/2020 - 23h03 Brasília Embed

Victor Ribeiro

Cientistas do Instituto Adolfo Lutz sequenciaram, nessa sexta-feira, o código genético do novo coronavírus. A descoberta torna possível encontrar a origem do vírus e facilita a pesquisa por tratamentos e vacinas.

 

E, para reduzir o risco de transmissão do novo coronavírus, o Ministério da Saúde lançou uma campanha publicitária. O foco da ação é nos hábitos de higiene e nas precauções sobre contato físico entre as pessoas. A campanha também esclarece dúvidas sobre os sintomas de contaminação.

 

A ação publicitária custou 10 milhões de reais e circula na internet e em emissoras de rádio e TV. Além disso, o ministério vai adotar, nos próximos dias, outras duas formas de se comunicar com o público por telefone celular.

 

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, informou que uma delas será por meio do aplicativo Coronavírus SUS.

 

Wanderson Oliveira acrescentou que outra forma de se comunicar com o público será por meio de mensagem de texto, para quem estiver perto dos aeroportos internacionais.

 

O Ministério da Saúde também usa o WhatsApp para tirar dúvidas e desmentir boatos, as fake news. Se você receber alguma mensagem sobre doenças e tratamentos, pode enviar para o ministério e checar se é verdadeira. O número é (61) 99289-4640.

 

No balanço mais recente, divulgado nesta sexta-feira (28), o Ministério da Saúde registrou 182 casos suspeitos para o novo coronavírus e descartou 71. Até agora, somente uma pessoa teve confirmação para o novo coronavírus e cumpre isolamento em casa.

 

Os estados com os maiores números de casos suspeitos até agora são os de São Paulo, com 66 notificações; Rio Grande do Sul, com 27, e Rio de Janeiro, com 19 pessoas que têm os sintomas, mas ainda aguardam resultados de exames de laboratório. Não houve nenhum registro de caso suspeito em Sergipe e na região da Amazônia Legal, que abrange todos os estados da Região Norte e também Maranhão e Mato Grosso.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique