agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Conselho de Direitos Humanos se diz preocupado com ação militar nas favelas do Rio

02:20 Direitos Humanos, Notícias 30/08/2018 - 09h54 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) manifestou, nessa quarta-feira (29), preocupação em relação a presença de militares das Forças Armadas em combate direto em operações, como a da megaoperação ocorrida na semana passada nos complexos de favelas da Maré, Alemão e Penha, na zona norte do Rio.


Integrantes do conselho se reuniram com o o procurador-geral de Justiça, Eduardo Gessem, para tratar da investigação dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Pedro Gomes e das denúncias de violações de direitos humanos decorrentes da intervenção federal no estado.


Para a presidente do conselho, Fabiana Severo, a atuação das Forças de Segurança tem atingido duramente as camadas mais desfavorecidas da população.


A coordenadora, no entanto, ressaltou a importância e o esforço das Forças de Segurança para que não houvesse uma espécie de revanche em relação as mortes de três militares, na megaoperação realizada na semana passada.


Sobre a investigação do caso Marielle Franco, Severo afirmou que o Ministério Publico já havia reforçado a desnecessidade de federalização das investigações e manteve o posicionamento.


A promotora Eliane Pereira, assessora de Direitos Humanos e de Minorias do Ministério Público, que participou da reunião, destacou que a promotora Letícia Emili, que assume a atuação no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco a partir de 1º de setembro, já vem dialogando com o Gaeco, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, para que as providências sejam as mais efetivas possíveis.


Os membros do Conselho Nacional de Direitos Humanos também estiveram, nessa quarta-feira, com o delegado Giniton Lages, titular da Divisão de Homicídios da Capital, responsável pela investigação do caso.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique