agario unblocked agario

Carateca Vinícius Figueira perde garantia de vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio

03:48 Esporte, Notícias 21/05/2020 - 15h09 Rio de Janeiro Embed

Maurício Costa

Imagina ficar o ano inteiro estudando para passar no vestibular e conseguir a tão sonhada vaga na universidade. Só que, depois de confirmar sua matrícula e comemorar a vitória, a instituição de ensino diz que você ainda precisa passar por mais uma fase de avaliação, podendo ser excluído de sua iniciação na vida acadêmica.

 

Agora, imagina se o vestibular fosse aplicado apenas de 4 em 4 anos. Imaginou? O carateca Vinícius Figueira está passando por uma situação parecida.

 

No dia 18 de março de 2020, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) confirmou que a Federação Internacional de Karatê (WKF) oficializou a vaga do atleta brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio.  Só que na nessa segunda-feira (20), a mesma WKF revisou o sistema classificatório para a Olimpíada. Desta forma, Vinícius Figueira não está mais assegurado na competição.

 

Em março de 2020, a WKF cancelou as duas últimas etapas do circuito mundial, de Madri (Espanha) e Rabat (Marrocos) devido à pandemia do coronavírus.

 

Os torneios contavam pontos para o ranking olímpico. Com o cancelamento, o ranking mundial foi fechado e o brasileiro garantiu a vaga em Tóquio. A confirmação foi comemorada pelo atleta e também pela Confederação Brasileira de Karatê (CBK).

 

Porém, a WKF quer que as duas etapas sejam disputadas em 2021 para aí sim finalizar o ciclo olímpico.

 

Primeiro carateca a garantir a vaga em Tóquio, Vinícius agora terá que lutar novamente para conquistar seu lugar no Japão. A notícia surpreendeu e decepcionou o brasileiro.

 

Em entrevista ao repórter da TV Brasil, Juliano Justo, ele desabafou.

 

“Ninguém entrou em contato comigo, fiquei sabendo no mesmo momento que vocês, na publicação do documento. A meu ver isso não ta certo, não pode uma confederação publicar os atletas classificados, divulgarem isso. Teve contato até do chefe da comissão de atletas para depor sobre o sentimento de ter classificado para os Jogos Olímpicos para depois esse sentimento ser retirado. Isso não pode estar certo, envolve muitas coisas, tanto as instituições que eu represento, o país que eu represento. A vaga não é minha, a vaga é do país então não pode estar certo isso”.

 

No caratê, os quatro melhores colocados do ranking olímpico se classificam. Em Tóquio, as categorias até 67kg e até 60kg se juntaram, deixando apenas 2 vagas para cada uma.

 

Vinícius era o segundo colocado da categoria até 67 quilos. Ele disputava a classificação diretamente com o egípcio Ali Elsawy. Apesar de uma vantagem de 320 pontos sobre o oponente, o brasileiro não tem a vaga garantida. Além disso, vive com o constrangimento da situação

 

“Fora a vergonha que a gente sente. É um misto de raiva, injustiça. Até ontem eu estava classificado para os Jogos Olímpicos e agora não estou mais? A CBK vai estudar o caso e se posicionar”.

 

A Confederação Brasileira de Karatê emitiu uma nota dizendo ter sido surpreendida pela decisão, pois já havia classificado Vinícius na categoria kumite -67kg.

 

A CBK informou que está estudando o caso para tomar as devidas providências junto aos órgãos superiores a fim de garantir a vaga do atleta brasileiro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique