Ministro da Justiça descarta indicação de militar para Funai

01:11 Geral, Notícias 06/07/2016 - 19h22 Brasília Embed

Juliana Russomano

Após a polêmica sobre a suposta indicação do general da reserva do Exército Sebastião Roberto Paternelli para a presidência da Funai, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, descartou na tarde desta quarta-feira a indicação de um militar para o cargo e afirmou que o governo está à procura de um nome que possua histórico de diálogo com as comunidades indígenas.

 

Alexandre de Moraes e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; e da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, se reuniram nesta quarta-feira com lideranças indígenas dos povos Pataxó, Tupinambá e Tumbalalá, todos da Bahia.

 

Os indígenas vieram a Brasília para reivindicar que sejam mantidas as demarcações e homologações feitas antes do afastamento da presidenta Dilma Rousseff, e cobrar novas demarcações de terras.

 

Cerca de 100 indígenas protestaram em frente ao Palácio do Planalto no momento em que o ministro Eliseu Padilha recebia sete parlamentares da bancada do Amazonas. De acordo com o Planalto, os parlamentares pediram a revisão dos últimos atos de demarcações de terras indígenas feitos pelo governo afastado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique