agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Governo federal e municípios firmam acordo para ampliar interiorização de imigrantes venezuelanos

02:48 Geral, Notícias 02/10/2019 - 20h54 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O governo federal lançou nesta quarta-feira uma nova fase da chamada Operação Acolhida, que recebe, desde 2018, os imigrantes venezuelanos que chegam ao Brasil.

 

Foram assinados, em cerimônia no Palácio do Planalto, dois documentos: um protocolo de intenções para estimular os municípios a receberem os venezuelanos, e um acordo de cooperação técnica com a Fundação Banco do Brasil para que o banco organize e possa gerir o recebimento de doações para os imigrantes.

 

Durante discurso, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a situação do país vizinho.

 

“Mais importante do que buscar resgatar a liberdade e a paz na Venezuela – que é difícil – é nós colaborarmos para que países vizinhos nossos não se aproximem daquilo que vive hoje o nosso querido povo venezuelano”.

 

Um dos participantes do acordo para estimular a interiorização de venezuelanos, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Glademir Aroldi, defendeu o acolhimento dos imigrantes.

 

“A Confederação Nacional dos Municípios, entidade que representa 5.568 municípios brasileiros, entende que apoiar esse projeto é uma ação de cidadania e de humanidade”.

 

Falou na cerimônia uma migrante venezuelana que chegou ao Brasil em 2017, e hoje mora no Distrito Federal. Yuli Margarita Terran agradeceu o apoio da operação.

 

“Independentemente do país e do idioma, somos humanos, e pertencemos ao mundo. Por isso, olhar para a nação Venezuela como o Brasil está fazendo é uma atitude que vem do coração”.

 

O representante da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, defendeu que os imigrantes contribuem para o desenvolvimento das cidades que os recebem.

 

“Os dados mostram que a maioria dos venezuelanos interiorizados têm ensino médio ou técnico completo. E 11% deles têm curso superior completo. Com acesso a oportunidades, essas pessoas poderão contribuir positivamente para o desenvolvimento das cidades que os acolhem”.

 

Mais de 480 mil venezuelanos já cruzaram a fronteira com o Brasil após o agravamento da crise no país vizinho, que sofre com embargos econômicos e financeiros. A maioria dos imigrantes apenas usou o Brasil como passagem para outras nações, mas a Polícia Federal estima que 200 mil decidiram ficar em terras brasileiras. Desses, a operação acolhida fez a interiorização de mais de 14 mil pessoas para mais de 250 cidades.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique