agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Invasores de terra Xikrin, no Pará, são intimados a se retirarem pela Polícia Federal

01:53 Geral, Notícias 01/10/2019 - 19h49 Brasília Embed

Bianca Paiva

A Polícia Federal começou a cumprir a decisão judicial que determina a reintegração de posse da Terra Indígena Trincheira-Bacajá, do povo Xikrin, que fica entre os municípios de São Félix do Xingu e Altamira, no Pará.

 

Os ocupantes não-indígenas foram intimados nessa segunda-feira e receberam prazo de sete dias para deixarem a área. Eles foram alertados que, em caso de descumprimento, poderão pagar multa diária de R$ 1 mil e vão ser retirados à força.


Também participaram da diligência integrantes da Força Nacional de Segurança Pública, do Exército, da Funai, do Ministério Público Federal e ainda um oficial de justiça.


De acordo com a Polícia Federal, um dos principais líderes dos ocupantes, que não teve o nome revelado, auxiliou na organização de uma reunião na qual os moradores foram informados sobre a determinação judicial e sinalizaram pelo cumprimento da decisão.

 

Na ocasião, um vereador de São Félix do Xingu, que também não teve o nome divulgado, disse que a prefeitura da cidade iria ajudar na retirada das pessoas e pertences do local.


Após o prazo de sete dias, a Polícia Federal informou que as equipes vão retornar ao local para avaliar a situação.

 

A retirada dos invasores foi solicitada pela Funai. Os não-indígenas ocuparam a área no ano passado e são acusados de atividades de desmatamento, loteamento irregular e extração de recursos florestais. Os indígenas Xikrin também denunciaram casos de ameaças.

 

A reportagem solicitou mais informações sobre a retirada dos ocupantes da Terra Indígena Trincheira-Bacajá à PF e à Funai, mas até o fechamento desta edição, não obteve retorno. Não conseguimos contato com a Prefeitura de São Félix do Xingu.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique