agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Falta de mão de obra qualificada impede contratação na indústria

04:15 Geral, Notícias 11/02/2020 - 13h34 Brasília Embed

Renata Martins

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria indica que mesmo com mais de 11 milhões de desempregados no Brasil, metade das industrias afirmam ter dificuldade para contratar. O problema? Falta de mão de obra qualificada.

 

A dificuldade atinge todas as áreas, mas é mais expressivo na linha de produção, pela falta de técnicos e de operadores qualificados. Na Indústria de Transformação, o setor de Biocombustíveis, como a produção de Etanol é o que apresenta o maior percentual de indústrias onde a falta de mão de obra qualificada é um problema: 70%.

 

Indústrias do ramo moveleiro, de vestuário, produtos de borracha, têxteis e de máquinas e equipamentos, vêm na sequência. Renato da Fonseca, gerente-executivo de Pesquisas e Competitividade da CNI, explica que a qualidade da educação e o modelo focado na entrada da universidade são entraves para a formação de profissionais voltados para a indústria.

 

De acordo com a CNI, os impactos recaem sobre a produtividade. 97% das empresas afirmam que o problema afeta diretamente a competitividade da indústria brasileira. Renato explica ainda que a solução não é a curto prazo. De imediato, é necessário qualificar e requalificar a força de trabalho atual.

 

A longo prazo, é preciso intensificar os esforços para melhorar a qualidade da educação básica no Brasil, priorizando a educação profissional.

 

As mudanças aprovadas em 2017, permitem que o jovem opte por uma formação profissional e técnica dentro da carga horária do ensino médio regular. Ana Carolina Baia fez o ensino médio ao mesmo tempo em que fazia o curso técnico em rede de computadores no Senai - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.

 

Aos 17 anos, Ana Carolina trabalha em uma empresa de segurança de redes, que conheceu num evento de robótica. Ela começou este ano a fazer faculdade em engenharia eletrônica. Para a jovem, o curso técnico foi um diferencial.

 

Segundo o estudo da CNI, no Brasil, menos de 10% das matrículas do ensino médio são em cursos de educação profissional.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique