Riotur é alvo de operação por suspeita de irregularidades

01:24 Geral, Notícias 10/03/2020 - 12h43 Rio de Janeiro Embed

Raquel Junia

A sede da Empresa Municipal de Turismo, a Riotur, foi alvo de um mandado de busca e apreensão nesta terça-feira (10). Os mandados também foram cumpridos em endereços ligados ao presidente da Riotur, Marcelo Alves, e ao irmão dele Rafael Alves.


Segundo o Ministério Público do Estado do Rio, a operação conjunta com a Polícia civil é consequência de uma investigação ainda em andamento, que apura suspeitas de irregularidades envolvendo empresas contratadas pela Prefeitura do Rio.

 

Ao todo foram cumpridos 17 mandados de busca e apreensão expedidos pelo 1º Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio. Os agentes chegaram cedo à Cidade das Artes, na zona oeste do Rio, onde fica a Riotur e estiveram também em endereços nos bairros de Jacarepaguá, Copacabana e no município de Angra dos Reis.


O Ministério Público não deu mais detalhes sobre as investigações, com a justificativa de que seguem em sigilo e que a divulgação de mais informações poderia prejudicar o andamento da fase apuratória.

 

A Riotur foi procurada para se manifestar sobre a operação por meio da assessoria de imprensa, mas não respondeu até o fechamento desta reportagem.

 

A prefeitura do Rio também não se pronunciou.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique