agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Brasileira e indiana recebem o prêmio Defensoras Militares da Igualdade de Gênero da ONU

02:47 Internacional, Notícias 29/05/2020 - 15h01 Montevidéu Embed

Marieta Cazarré

Vinte e nove de maio é o Dia Internacional dos Soldados da Paz das Nações Unidas, comemorado em homenagem à contribuição de mais de 1 milhão de homens e mulheres que serviram e ainda servem como soldados da paz da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

A data foi escolhida para a entrega do prêmio Defensoras Militares da Igualdade de Gênero da ONU 2019. Nesta sexta (29), as contempladas foram a brasileira Carla Monteiro de Castro Araújo, comandante que serve nas Forças de Paz da República Centro-Africana, e a major indiana, Suman Gawani, que, recentemente, completou sua missão no Sudão do Sul.

 

Para a brasileira Carla Monteiro, o prêmio representa o reconhecimento pelo trabalho de equipe que envolve a força da Minusca, a Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana, e o componente civil.

 

Carla entrou para o Serviço de Saúde da Marinha brasileira em 1997. Trabalhou por mais de 10 anos como dentista na arma. Depois atuou na Unidade Médica expedicionária da Marinha, como gerenciadora de risco e controle e apoio à saúde. Ela se formou na Escola de Oficiais em 2012.

 

Desde abril de2019, tem servido como conselheira de proteção e gênero na sede da Minusca. Lá, estabeleceu e conduziu treinamentos em aspectos relacionados a gênero e proteção.

 

De acordo com a ONU, graças aos esforços por ela desenvolvidos, a missão aumentou o número de pontos de proteção de gênero e de crianças em suas respectivas localidades.

 

Já a major Suman Gawani entrou para o exército indiano em 2011, quando se formou na Academia de Treinamento de Oficiais e depois se juntou às tropas de sinal do Exército. É graduada em Engenharia de Telecomunicações no Colégio Militar de Telecomunicação e em Educação pelo Colégio de Pós-Graduação do Governo em Dehradun, na Índia.

 

Desde dezembro de 2018, quando foi designada para a Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul, Suman Gawani orientou mais de 230 observadores militares da ONU em violência sexual relacionada ao conflito e garantiu a presença de mulheres observadoras militares em cada uma das equipes locais da missão.

 

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que as integrantes das Forças de Paz são poderosos modelos. Por meio do seu trabalho, levam confiança e segurança às comunidades onde servem.

 

Este ano, pela primeira vez, duas militares receberam o prêmio juntas. No ano passado, outra brasileira recebeu o prêmio. Foi Márcia Andrade Braga, a capitão de corveta brasileira, então membro da Minusca. A homenagem aconteceu nesta sexta-feira, em uma cerimônia online, presidida por Guterres.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique