agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Parte do Chile entra em quarentena obrigatória a partir de 22h de hoje

02:02 Internacional, Notícias 08/05/2020 - 16h39 Montevidéu Embed

Marieta Cazarré

A partir das 22h desta sexta-feira, 5,5 milhões de chilenos entrarão em quarentena total por, pelo menos, uma semana. Na região metropolitana da capital, Santiago do Chile, a medida afetará a vida de 4,8 milhões de pessoas, o que representa cerca de 70% da população local. O confinamento obrigatório é o maior determinado pelas autoridades sanitárias chilenas desde o início da pandemia.


Os cidadãos não poderão ir ao trabalho nem realizar atividades em locais públicos. Nessa quinta-feira, longas filas se formaram em supermercados, farmácias e bancos, resultado da preocupação da população em se abastecer para a quarentena. No entanto, um comunicado divulgado pelo Ministério da Saúde pede tranquilidade e afirma que o país não sofre risco de desabastecimento de alimentos e itens básicos.


Para sair de casa, os cidadãos terão que apresentar licenças temporárias individuais. Para trabalhar, é necessário um salvo conduto.


A região metropolitana concentra mais de 80% dos casos de Covid-19 no Chile. O país, que tem uma população de 18,7 milhões de habitantes, registra mais de 25 mil casos confirmados da doença e quase 300 mortes.

Barreiras sanitárias serão instaladas nos acessos entre a região metropolitana e as cidades de Valparaíso e Viña del Mar, para evitar a propagação do novo coronavírus no território. As Forças Armadas participarão do controle.


Entre as medidas defendidas pelo governo, além do uso obrigatório de máscaras, está a pintura de linhas demarcatórias no chão de comércios e lojas, com um metro de distância, para que a população não se aglomere nas filas.


O prefeito de Quilicura, uma das 32 comunas da cidade de Santiago, habilitou uma farmácia móvel que irá aos bairros para que as pessoas não se desloquem. Em diversas cidades, há a distribuição de cestas básicas e botijões de gás para as populações mais vulneráveis.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique