Forças Armadas vão atuar no combate a crimes ambientais na Amazônia Legal

01:33 Meio Ambiente, Notícias 07/05/2020 - 16h50 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Para combater focos de incêndio e evitar crimes ambientais, como desmatamento ilegal, as Forças Armadas do Brasil vão atuar por meio da GLO, Garantia da Lei e da Ordem, nas fronteiras de estados da Amazônia Legal, unidades de conservação e em terras indígenas, a partir da próxima segunda-feira (11).

 

O decreto presidencial foi publicado nesta quinta-feira (7), no Diário Oficial da União, e prevê a atuação entre os dias 11 de maio e 10 de junho deste ano. Segundo a medida, as ações são direcionadas a repreender crimes ambientais, desmatamento ilegal e focos de incêndio. Assim, cada governo estadual, na região da Amazônia Legal, poderá, ainda, solicitar a atuação das Forças Armadas no território.

 

A atuação dos agentes deve ser em conjunto com os órgãos de segurança pública, sobretudo os de proteção ambiental, que devem ser coordenados pelos respectivos comandos das Forças Armadas.

 

De acordo com o Ministério da Defesa, a Garantia da Lei e da Ordem só pode ser assinada pela Presidência da República, em casos de “esgotamento das forças tradicionais de segurança pública” ou em “graves situações de perturbação da ordem”.

 

O número de alertas de desmatamento na Amazônia Legal - que engloba nove estados no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, foi maior nos três primeiros meses deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado. De acordo com dados do Inpe, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, um aumento de quase 34%.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique