agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Forças Armadas promovem nova operação na Amazônia Legal para conter desmatamento

03:52 Política, Notícias 12/05/2020 - 08h55 Brasília Embed

Renata Martins

Até dia 20 de junho, as Forças Armadas vão atuar na Garantia da Lei e da Ordem nas faixas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e em outras terras públicas nos nove estados da Amazônia Legal.

 

A Operação Verde Brasil 2 teve início nessa segunda-feira (11). 3,8 mil militares participam da operação – que ocorre a partir de três comandos conjuntos: o de Porto Velho, Rondônia, Belém-Marabá, no Pará e outro em Cuiabá, Mato Grosso. Tudo isso para coibir crimes ambientais como o desmatamento e a mineração ilegal.

 

O ministro da Defesa Fernando Azevedo e Silva detalha que por causa do novo coronavírus, a operação terá reforço de áreas especializadas.

 

As equipes contam com aeronaves, viaturas e embarcações. Também terá a atuação das polícias federal e rodoviária, ficais do Ibama e ICMBio e agentes estaduais de segurança. A medida tem apoio dos governadores da Amazônia.

 

Nessa segunda-feira (11), duas ações conjuntas foram desencadeadas, como detalha o ministro da Justiça e Segurança Pública André Mendonça.

 

O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles explica que com o déficit de pessoal no Ibama é necessário a criação de alternativas para garantir a fiscalização, como o incremento de militares das Forças Armadas e da Força Nacional Ambiental.

 

Nos quatro primeiros meses de 2020, o desmatamento aumentou 55% em relação ao mesmo período de 2019, de acordo com o Inpe. Este ano, até 30 de abril, 1,2 mil quilômetros quadrados foram desmatados na Amazônia legal. Ricardo Salles acredita que a operação pode segurar a alta nos índices.


 

De acordo o vice-presidente Hamilton Mourão, as ações da Verde Brasil serão realizadas até 2022. A garantia da GLO está autorizada até o dia 10 de junho. Apesar da operação deste ano ter previsão para durar 30 dias, Mourão sinaliza que ela pode se estender até o período das queimadas.

 

O custo inicial da operação é de R$ 60 milhões.

 

A primeira Operação Verde Brasil, realizada entre agosto e outubro do ano passado, apreendeu 23 mil metros cúbicos de madeira e prendeu 127 pessoas.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique