Brasileiros que moram no exterior relatam mudanças na rotina por causa do coronavírus

04:14 Saúde, Notícias 18/03/2020 - 15h20 Brasília Embed

Beatriz Evaristo

Há uma semana, a Organização Mundial de Saúde declarou que o mundo vive uma pandemia de Covid-19, provocada pelo novo coronavírus. Isto significa que a doença já se espalhou por todos os continentes e não está mais limitada a uma região específica.

 

Em todo o mundo, estão sendo tomadas medidas para conter o avanço da doença. No sul da Flórida, nos Estados Unidos, a rotina de estudos da brasileira Clemens Bastos e dos filhos mudou. Até o dia 15 de abril as aulas estão suspensas, mas as atividades vão ser realizadas pela internet.

 

A gerente de contas Aline Almeida vive em Melbourne, na Austrália. Com os supermercados funcionando em horário reduzido, vários produtos estão em falta, porque não há tempo para reposição. Academias fecharam, mas as escolas continuam abertas.

 

A Argentina, que registrou a primeira morte da América Latina, recomendou o isolamento social. A empresária Oneide Nunes precisou suspender algumas das atividades do centro estético que administra em Buenos Aires.

 

Na cidade de Braga, em Portugal, o comércio praticamente parou. Farmácias estão atendendo da porta pra fora e hospitais só recebem pacientes graves. A previsão é que as restrições sigam até a segunda-feira depois da Páscoa. Para preservar a saúde e evitar pegar a doença, a brasileira Arian Fuentes não pretende sair de casa pelos próximos 15 dias.

 

Na Itália, o país europeu mais afetado pelo novo coronavírus, as medidas são mais duras. Só pode circular pelas ruas de Roma quem tem uma autorização para isso. A administradora Clarissa Amaral diz que vale a pena seguir a recomendação do governo e ficar em casa.

 

De acordo com a OMS, há pessoas infectadas com o novo coronavírus em mais de 120 países. Vale lembrar que medidas simples como lavar as mãos e evitar aglomerações são essenciais para evitar a propagação da doença.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique