agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Fiocruz retoma projeto com bactéria Wolbachia para combate à dengue, zyka e chikungunya

02:49 Saúde, Notícias 22/06/2020 - 17h38 Rio de Janeiro Embed

Cristiane Ribeiro

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) retomou nesta segunda-feira (22) o programa de liberação de mosquitos Aedes aegypti com a bactéria Wolbachia, que os impede de transmitir a dengue, a zika e a chikungunya.

 

O programa estava suspenso há três meses por causa da pandemia do novo coronavírus e a retomada será gradual, começando pelos bairros de Ramos, Olaria e Bonsucesso, na zona norte da capital fluminense. As liberações vão durar 16 semanas, sempre no período da manhã e por meio do veículo identificado como “Saúde Fiocruz”.

 

Os mosquitos que carregam a Wolbachia vão se reproduzir com os Aedes aegypti que já estão no ambiente e criar uma nova geração com a bactéria, que impede o desenvolvimento do vírus da dengue, da zika, chikungunya e também da febre amarela.

 

O pesquisador da Fiocruz e líder do método Wolbachia no Brasil, explica que a bactéria é muito comum na natureza e que não faz mal à saúde. Mas destaca a importância de não se descuidar das ações de prevenção à proliferação do mosquito.

 

O projeto está em 12 países e no Brasil começou por Niterói, há cinco anos, onde dados preliminares apontam a redução de 75% nos casos de chikungunya. Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Belo Horizonte, em Minas, e Petrolina, em Pernambuco, também já recebem o projeto.

 

A Secretaria de estado de Saúde informou que de janeiro, até o último dia 16 de junho, foram notificados em todo o estado 3.964 casos de dengue e uma morte; 100 casos de zika e 3.322 de chikungunia, com uma morte. No mesmo período do ano passado, foram confirmados 26.493 casos de dengue; 1079 de zika e 69.017 de chikungunya, com 19 mortes.

 

Sobre a febre amarela, a Secretaria de estado de Saúde diz que nenhum caso da doença foi registrado em 2019 e neste ano.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique