agario unblocked agario - yohoho - agario - agario - slitherio

Rio de Janeiro registra menor ocupação em UTI desde o início da pandemia

03:40 Saúde, Notícias 16/06/2020 - 13h25 Rio de Janeiro Embed

Raquel Junia

O governo do estado do Rio de Janeiro comemorou nessa segunda-feira (15), a redução da taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados a pacientes com coronavírus. Segundo as informações oficiais, a queda chegou a 36% nas unidades estaduais, o que reduziu a  64% as vagas ocupadas em Unidades de Tratamento Intensivo, considerando todos os municípios fluminenses. Nas enfermarias, a taxa está em 57%.

 

O governo diz que esse é o melhor número desde o início da pandemia e lembra que o estado chegou a esgotar toda sua capacidade de atendimento intensivo, com exceção do Hospital Zilda Arns, localizado em Volta Redonda, no sul fluminense. A fila de espera por vagas também atingiu o menor número. Hoje, são 73 pacientes aguardando transferência para leitos de UTI ou de enfermaria. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, mais de 80% dessas pessoas esperam exames ou melhora do quadro clínico para transferência.

 

O governo do Rio de Janeiro reconhece que a redução da pressão no sistema de atendimento é resultado do isolamento social, decretado a partir de março, e da ampliação dos leitos com os hospitais de campanha, embora apenas três das nove unidades prometidas pelo estado no início da pandemia estejam funcionando até o momento.

 

Os pesquisadores que tem acompanhado a evolução da Covid-19 alertam, no entanto, que as medidas de flexibilização colocadas recentemente em prática tanto pelo estado, quanto pela prefeitura da capital, podem pôr em risco a taxa de ocupação mais confortável que a rede de saúde tem agora. No ultimo final de semana, a cidade do Rio teve praias e shoppings cheios, o que acende o sinal de alerta. O infectologista da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Roberto Medronho, tem apontado que a reabertura pode levar a um novo ciclo de crescimento de infectados pelo novo coronavírus.

 

O governo do estado afirma que outro indício de queda na taxa de transmissão é o menor número de profissionais de saúde afastados do trabalho com sintomas de covid-19. No início de maio eram 1.169  e, atualmente, há 400. A queda, no entanto, como afirma o próprio governo, pode ser atribuída também ao aumento da capacidade de testagem desses profissionais durante a pandemia.

 

O município do Rio também informou em seu balanço diário que houve queda na taxa de ocupação dos leitos SUS. Os dados mais atualizados indicam 38 pessoas em processo de transferência, 26 para UTI. A taxa de ocupação é de 84% nos leitos de tratamento intensivo e de 41% nas enfermarias, considerando todos os hospitais municipais, estaduais e federais situados na capital. 1404 pessoas estão internadas com suspeita de coronavírus, 609 delas em UTI.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique